Assessoria Jurídica

Sabe-se que o empresário toma importantes decisões diariamente, tudo para manter o bom funcionamento de sua empresa. Assim, se vê inserido em diversas situações negociais, sendo que todas elas geram reflexos no mundo jurídico, sendo que algumas podem trazer, inclusive, implicações desagradáveis, a curto, longo ou médio prazo. É nesse momento que surge a importância do advogado e de uma Assessoria Jurídica Preventiva.

A Assessoria Jurídica Preventiva tem como objetivo auxiliar o empresário na tomada de decisões, onde serão apresentadas as implicações legais, favoráveis ou desfavoráveis, atinentes à realização de determinado negócio. Portanto, com a devida orientação técnica, o cliente terá condições de verificar se aquele negócio é bom ou não para o desenvolvimento de sua empresa, evitando-se, assim, as armadilhas inerentes ao mundo dos negócios. O trabalho jurídico preventivo permitirá que o cliente evite prejuízos desnecessários, permitindo que sua empresa aumente seus lucros e atinja suas metas.

Outrossim, vale lembrar, que inúmeras demandas não seriam levadas ao Poder Judiciário caso houvesse um efetivo trabalho preventivo, portanto, a prevenção, além de atuar na redução de processos judiciais, tem um excelente custo-benefício, pois reduz os gastos do cliente com pagamento de custas judiciais, indenizações, multas, dentre outros.

Neste contexto, constata-se a importância do trabalho de uma Assessoria Jurídica Preventiva para orientação dos empresários, já que esta influencia diretamente nas suas finanças, proporcionando o aumento de lucros.

Frisa-se, que a Assessoria Jurídica Preventiva pode ser utilizada em qualquer ramo do Direito, haja vista que o referido trabalho consiste em orientar o cliente dos possíveis impactos jurídicos que sua decisão poderá lhe gerar e isto independe da área do Direito, pois situações cotidianas que não analisadas com perspicaz técnica, podem trazer constrangimentos e danos de grande monta.

Contencioso significa litígio, discussão. O litígio ocorre quando as partes discutem a respeito de fatos que vislumbram direitos, os quais pertencerão somente a uma das partes.Para defender os interesses do cliente, o advogado fará uso de seus conhecimentos técnicos para que o julgador se convença de que o direito está com seu cliente, para tanto poderá propor uma ação, apresentar defesa ou interpor recurso, dependendo da necessidade.

Ressalta-se que esta atuação do advogado poderá ocorrer tanto na esfera judicial quanto na administrativa, dependendo da natureza do direito e da previsão legal.

Nesta vala, verifica-se que nem sempre a Assessoria Jurídica Preventiva é o suficiente, já que o litígio, por vezes, se torna inevitável, visto que há os transgressores da lei e, por conseguinte dos direitos alheios